PPL - Crowdfunding Portugal. Plataforma disponível em PPL.com.pt

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Boom do crowdfunding

Estamos a presenciar um verdadeiro boom do modelo de crowdfunding. A plataforma Kickstarter, pioneira nesta actividade nos Estados Unidos, já angariou mais de 40 milhões de dólares em pouco mais de dois anos de vida, seguida de perto pela IndieGoGo. Existem casos de sucesso um pouco por todo o mundo: Inglaterra, Holanda, França, Espanha, África do Sul, Brasil... O objectivo da PPL é trazer este conceito a Portugal!

Alguns exemplos de projectos financiados através de crowdfunding incluem a famosa LunaTik, que desenvolveu uma corrente para converter o iPod nano em relógio, e que conseguiu um financiamento de quase um milhão de dólares, graças à Kickstarter. Outro exemplo é o projecto "Rap guide to evolution", que estreou há pouco no Reino Unido, entre muitos outros. O potencial é virtualmente infinito, e acreditamos que os Portugueses conseguirão dar asas à criatividade e empreendedorismo graças a esta maneira inovadora de financiamento, das pessoas, para as pessoas.


Como mencionámos, existem por enquanto três modelos de crowdfunding, mas o movimento de crowdsourcing está de tal maneira a reinventar-se a ele próprio - praticamente todos os dias surgem novos conceitos de crowdsourcing - que não era de admirar que novos modelos possam surgir brevemente. Apertem os cintos de segurança!

sexta-feira, 27 de maio de 2011

O que é o Crowdfunding?

O crowdfunding consiste em contribuições financeiras de investidores online, patrocinadores ou doadores que financiam iniciativas ou entidades com fins lucrativos ou não lucrativos.
Existem três modelos de crowdfunding, todos eles baseados na solicitação de contribuições financeiras com o intuito de promover o financiamento de um projecto, idéia ou iniciativa empreendedora. Essa solicitação é feita a um número elevado de potenciais investidores/patrocinadores/doadores, fazendo uso de redes sociais e seguindo um desses três modelos:
  1. Doações, filantropia e patrocínios onde não existe um retorno financeiro e quem contribui é gratificado através de prémios criativos e participações no projecto ou idéia em causa;
  2. Empréstimos de pessoas a pessoas, com um retorno financeiro pré-acordado;
  3. Investimento em troca de participação, lucros ou partilha de receitas.
O segundo e terceiro modelos são hoje questionados, por falta de regulamentação e um potencial de alteração de regras de alocação de capital. Nos Estados Unido a Securities and Exchange Commission (SEC) bloqueou o modelo de investimentos em capitais próprios por uma "crowd" enquanto delibera sobre a regulamentação. À data de hoje, comenta-se a tendência para a SEC não só permitir estes modelos como mesmo promovê-los, pelos seus benefícios óbvios de incentivo ao empreendedorismo e desenvolvimento de projectos que na grande maioria não sairiam do papel de outra forma.
A SEC poderá desta forma vir a seguir o exemplo dos governos britânicos e holandês que já deram passos significativos permitindo os três modelos e no caso holandês criando mesmo um veículo inovador para a gestão da participação em capitais próprios.

Em Portugal todo este conceito é ainda embrionário e começa agora a ser estudado, debatido e considerado.

É bom vivermos em tempos inovadores como estes em que os canais de comunicação e transferência de capitais e riqueza sofrem transformações abruptas com o potencial de melhorar significativamente a capacidade de gerar bem-estar de toda uma comunidade ou multidão. Carpe diem!

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Banco Alimentar

Um belo exemplo do poder e querer da comunidade é a campanha do banco alimentar contra a fome.
Todos nós já ouvimos falar da recolha de alimentos do banco que ocorre normalmente nos super e hipermercados. Se a estes meios tradicionais juntarmos o recente e prático portal "alimente esta ideia", ficamos com um excelente caso de crowdfunding.
A ideia do ppl.com.pt é facilitar e reunir este tipo de iniciativas sob um portal de maior visibilidade e para inúmeros projectos, desde os mais pequenos aos de maior envergadura, pois todos são importantes!

Entretanto, aqui fica o link: http://alimentestaideia.net/

quarta-feira, 25 de maio de 2011

3...2...1... Partida!

E assim se inicia o blog sobre crowdsourcing em Portugal!
O nosso objectivo é divulgar o conceito de crowdsourcing e reunir a comunidade em torno da vertente de crowdfunding, numa primeira fase.

Importa esclarecer, antes de mais, o que é crowdsourcing e crowdfunding.
Utilizando a definição da wikipedia, "O crowdsourcing é um modelo de produção que utiliza a inteligência e os conhecimentos colectivos e voluntários espalhados pela internet para resolver problemas, criar conteúdo e soluções ou desenvolver novas tecnologias".
Já crowdfunding é uma aplicação particular de crowdsourcing em que o poder da comunidade é utilizado para reunir financiamente para ideias ou projectos submetidos por membros.

Durante os próximos dias iremos publicar muito mais informação sobre estes tópicos. Entretanto, para saberem mais, podem começar por consultar os seguintes portais:


Fiquem atentos às novidades!